Proposta que vincula Bolsa Família (Auxílio Brasil) ao salário mínimo é rejeitada

Como foi rejeitado pela única comissão de mérito, projeto deverá ser arquivado

Proposta que vincula Bolsa Família (Auxílio Brasil) ao salário mínimo é rejeitada. Comissão rejeita proposta que vincula o extinto Bolsa Família ao salário mínimo em vigor.

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados rejeitou o Projeto de Lei 2637/07, que vincula ao salário mínimo vigente os valores que definiam pobreza ou extrema pobreza e asseguravam o direito ao Bolsa Família.

O relator, deputado Diego Garcia (Republicanos-PR), recomendou a rejeição. “Caso seja instituída essa vinculação, será ampliado constantemente o número de pessoas que poderão ter direito aos benefícios, sem que se tenha a correspondente fonte para custear todos”, explicou o relator.

A proposta, de autoria da ex-deputada Angela Portela (RR), altera a Lei do Programa Bolsa Família, revogada em dezembro último pela Lei 14.284/21, que institui o Programa Auxílio Brasil em substituição ao agora extinto Bolsa Família.

Projeto de lei deve ser arquivado

Como foi rejeitado pela única comissão designada para analisar o mérito, o PL 2637/21 deverá ser arquivado. O deputado Diego Garcia solicitou que a Câmara declare prejudicados todos os projetos que tratam do Bolsa Família (REQ 662/22).

Notícias em destaque
Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação