Empréstimo da Caixa mesmo com nome sujo: veja como é possível

O SIM Digital atende não apenas negativados como beneficiários do Auxílio Brasil; veja regras e como pedir

Empréstimo da Caixa mesmo com nome sujo: veja como é possível. O governo federal lançou uma nova modalidade de empréstimo em parceria com a Caixa Econômica Federal, por meio do aplicativo Caixa Tem. O SIM Digital, como foi intitulada, já está valendo desde o dia 28 de março.

A nova linha de microcrédito rápida é voltada para empreendedores pessoa física e microempreendedores individuais (MEIs).

Que tem nome sujo (negativado) pode pedir empréstimo a Caixa?

O grupo alcançado pelo SIM Digital inclui também as pessoas com CPF negativado e beneficiários de programas de transferência de renda, como o Auxílio Brasil. Ambas as modalidades são direcionadas a empreendedores.

Para pessoas físicas, o SIM Digital disponibiliza valores entre R$ 300 a R$ 1 mil, com taxas de juros mensais a partir de 1,95%.

Das 602 mil pessoas físicas que recorreram ao SIM Digital, 499 mil estavam negativadas (com dívidas inscritas em órgãos de proteção ao crédito), o que equivale a aproximadamente 83% dos contratantes.

Lançado como uma das iniciativas do Programa Renda e Oportunidade, do governo federal, o SIM Digital (Programa de Simplificação do Microcrédito Digital para Empreendedores) consiste em duas operações:

  • Pessoa físicas: é liberado empréstimo de um valor de R$ 300 a R$ 1 mil, com taxa de juros a partir de 1,95% até 3,60% ao mês e parcelamento de 12 a 24 meses. A modalidade também vale quem está com o nome sujo, mas há limite para as dívidas.
  • Microempreendedores individuais (MEIs): empréstimo de R$ 1 mil até R$ 3 mil, com taxa de juros a partir de 1,99% até 3,60% ao mês e parcelamento de 18 a 24 meses.

Regras do Empréstimo da Caixa

Entre elas, está a de que o tomador do empréstimo não pode ter, em 31 de janeiro de 2022, dívidas em valores acima de R$ 3 mil. Não são considerados para esse limite financiamentos imobiliários e limites de crédito bancário não utilizados.

A pessoa física deve estar interessada em ser empreendedor autônomo ou querer empreender, mesmo que informalmente. O propósito do empréstimo será questionado.

Os MEIs têm ainda que possuir no mínimo 12 meses de atividade/constituição para solicitar o empréstimo, e apresentar comprovante de residência e os documentos pessoais e da empresa.

Quem recebe o Auxílio Brasil também pode solicitar o empréstimo, mas, de acordo com a Caixa, é necessário realizar a atualização cadastral no aplicativo Caixa Tem.

Mas vale destacar que, mesmo sem um emprego formal, como a modalidade do empréstimo é para empreendedor, é preciso informar qual é a ocupação e rendimento. Após a análise de crédito, o empréstimo pode ser solicitado.

Como pedir o crédito?

1. Empreendedor pessoa física

O microcrédito para pessoas físicas será oferecido pelo celular, por meio do aplicativo Caixa Tem. A análise do pedido pode ser feita em até uma semana.

Como acessar o Caixa Tem

Confira se a sua versão é a mais atualizada. Se você ainda não fez a sua atualização cadastral no Caixa Tem, clique na opção “Atualize seu cadastro” e envie a documentação solicitada (foto da carteira de identidade, uma selfie, endereço e renda).

Em um prazo de até 10 dias após a atualização cadastral no aplicativo, será possível simular e contratar o empréstimo pela opção “SIM Digital – Crédito Caixa Tem”, caso tenha sido aprovado na avaliação de crédito feita de forma automática.

2. Microempreendedor Individual – MEI (com CNPJ)

No caso dos MEIs, num primeiro momento, a contratação deverá ser feita inicialmente nas agências da Caixa.

O pleiteante deve apresentar comprovante de residência e os documentos pessoais e da empresa – Certificado da Condição de Microempreendedor Individual (CCMEI) e DASN SIMEI do último exercício fiscal encerrado juntamente com seu Recibo de Entrega (esse é o documento de faturamento do MEI, comprova que você fez a Declaração Anual até o dia 31 de maio de cada ano).

Também é possível acessar o formulário neste link e preencher com seus dados para que a Caixa entre em contato.

A expectativa do governo é de que 4,5 milhões de empreendedores sejam beneficiados.

*Com informações de G1

Notícias em destaque
Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação