YouTube: evite anúncios no celular sem baixar aplicativos desconhecidos

YouTube: evite anúncios no celular sem baixar aplicativos desconhecidos
YouTube: evite anúncios no celular sem baixar aplicativos desconhecidos – Foto: Unsplashed

YouTube: evite anúncios no celular sem baixar aplicativos desconhecidos. Evitar a publicidade no YouTube é muito fácil, desde que você esteja em um computador, pois você só precisa instalar uma extensão como Adblocker Plus no Google Chrome, Mozilla Firefox ou outro navegador.

No entanto, remover os anúncios é mais complexo em dispositivos móveis, sejam eles telefones ou tablets; Felizmente, existe um método muito simples (e acima de tudo seguro) para você assistir a vídeos sem interrupções. Você quer saber como?

Para evitar a publicidade em dispositivos móveis, muitos usuários preferem baixar versões modificadas do YouTube; No entanto, esses aplicativos não são recomendados, uma vez que não são encontrados na Play Store ou App Store, mas em sites de download não confiáveis, é até possível que esses APKs estejam infectados com algum malware.

>Patreon planeja desenvolver sua própria plataforma como o “YouTube”

Como assistir a vídeos do YouTube sem anunciar no celular?

Felizmente, existe um método seguro para reproduzir vídeos do YouTube sem anunciar em seu smartphone ou tablet. Você só precisa seguir estas etapas simples:

1. Entre na Play Store ou App Store e baixe o navegador Brave

2. Abra o aplicativo e digite www.youtube.com na barra de endereço.

3. Quando você estiver na página oficial do YouTube, terá que entrar nas configurações do Brave.

4. Selecione a opção ‘ Adicionar à tela inicial ‘ para criar um ícone de atalho do YouTube.

Isso seria tudo. Agora, quando quiser entrar no YouTube no seu celular, você não deve escolher o aplicativo que vem pré-instalado, mas sim o ícone do Brave que você acabou de criar. Todos os vídeos que você inserir não terão anúncios, você pode até ativar a reprodução em segundo plano para ouvir suas músicas favoritas com a tela desligada.

>YouTube quer mostrar o número de “deslikes” dos vídeos da plataforma


COMPARTILHAR