Governo deve liberar antecipação de R$ 1.212 do BPC para auxiliar famílias

O Ministério da Cidadania anunciou a possibilidade de antecipar uma parcela do BPC

Governo deve liberar antecipação de R$ 1.212 do BPC para auxiliar famílias. O Ministério da Cidadania anunciou a possibilidade de antecipar uma parcela do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

O ministro Ronaldo Bento falou sobre o tema durante coletiva de imprensa com o presidente Jair Bolsonaro em Recife, em que foram detalhadas ações do Governo Federal em apoio às regiões e vítimas de áreas inundadas.

“Por determinação do presidente Bolsonaro, vamos colocar à disposição daqueles que desejarem, entre os beneficiários do BPC, que são os idosos e pessoas com deficiência, a possibilidade de fazerem a antecipação de uma parcela do benefício. Isso vai ser diluído ao longo de 36 meses sem nenhum tipo de encargo ou juros para essas pessoas”, declarou o ministro.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, integrou a comitiva que sobrevoou as áreas atingidas nesta segunda-feira, ao lado de ministros e autoridades federais.

“Todos estamos tristes, manifestando nosso voto de pesar aos familiares. O objetivo maior é confortar os familiares e, com meios materiais, também atender a população”, afirmou o presidente.

“O Governo Federal está sempre alerta para atender a população em qualquer situação, independentemente de pedidos de autoridades locais”, completou.

Como funciona a antecipação

Para a antecipação do BPC é necessário, antes, que os municípios decretem estado de calamidade pública e que a medida seja reconhecida pelo Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR).

Com esse reconhecimento, a possibilidade de antecipação é liberada automaticamente para moradores de municípios com até 500 mil habitantes, conforme a Portaria nº 389, de 23 de fevereiro de 2022, do Ministério do Trabalho e Previdência.

Já para municípios com mais de 500 mil habitantes, como é o caso de Recife e Jaboatão dos Guararapes, é necessária a edição de uma portaria conjunta entre os ministérios da Cidadania e do Trabalho e Previdência.

Notícias em destaque
Deixe o seu comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Presumiremos que você está ok com isso, mas você pode cancelar se desejar. Aceitar consulte Mais informação